10 de mar de 2016

O Substituto... inspiração para pensarmos a docência

Sabemos que a atuação docente resguarda compromissos e complexidades que ultrapassam a vida escolar e os muros de escolas e universidades. A falta de profissionais efetivos e de melhores condições de trabalho são, muitas vezes, abafadas ao polemizarem, por exemplo, discussões "inovadoras" de currículo enquanto políticas educacionais ou mesmo a sobrecarga de aulas e quem deve ser o "professor".
O filme O substituto permite que discutamos alguns meandros de nossa profissão, certas controvérsias que materializam quem somos e quem são nossos alunos. Tudo isso, marcando relações de poder expressivas da sociedade contemporânea, trazendo, ao mesmo tempo, um conjunto de questões para ponderarmos: é possível alterar o cenário escolar sem levar em conta o universo de desigualdades sociais, injustiças e desvalorização do processo educacional no tempo presente?
Como veem esse processo vivenciado na prática docente e na decisão por essa profissão?
Como intervir nessa realidade de modo a favorecer a qualidade na produção do conhecimento e no uso de documentações e da pesquisa no ensino de história?

No link abaixo trazemos a ficha técnica e o trailer do filme "O Substituto" como indicação importante para pensarmos a realidade docente que se faz na parceria e comprometimento de muitos substitutos nas escolas e universidades públicas desse país.

Vejam o filme, avaliem nossa realidade de prática docente e comente!!!


O que pensa sobre a utilização de fontes no ensino de história?

Como veem a relação ensino e pesquisa na formação do historiador?

Top Evidências